Arquivo da tag: Saúde

Afinal, o que é uma doula?

Doula

Nunca tinha ouvido falar em doula até a gravidez de Heitor quando uma amiga (indignada por que eu queria ter Heitor de cesária), me perguntou: Celle, você tem doula? E eu respondi: Tenho não (fiquei com aquilo na cabeça e fui pesquisar o que era). No final das contas, realmente não tive.

De acordo com o o site: www.doulas.com.br ai vai a explicação.

O que significa “doula”

A palavra “doula” vem do grego “mulher que serve”. Nos dias de hoje, aplica-se às mulheres que dão suporte físico e emocional a outras mulheres antes, durante e após o parto.

Antigamente a parturiente era acompanhada durante todo o parto por mulheres mais experientes, suas mães, as irmãs mais velhas, vizinhas, geralmente mulheres que já tinham filhos e já haviam passado por aquilo. Depois do parto, durante as primeiras semanas de vida do bebê, estavam sempre na casa da mulher parida, cuidando dos afazeres domésticos, cozinhando, ajudando a cuidar das outras crianças.

Conforme o parto foi passando para a esfera médica e nossas famílias foram ficando cada vez menores, fomos perdendo o contato com as mulheres mais experientes. Dentro de hospitais e maternidades, a assistência passou para as mãos de uma equipe especializada: o médico obstetra, a enfermeira obstétrica, a auxiliar de enfermagem, o pediatra. Cada um com sua função bastante definida no cenário do parto.

O médico está ocupado com os aspectos técnicos do parto. As enfermeiras obstetras passam de leito em leito, se ocupando hora de uma, hora de outra mulher. As auxiliares de enfermeira cuidam para que nada falte ao médico e à enfermeira obstetra. O pediatra cuida do bebê. Apesar de toda a especialização, ficou uma lacuna: quem cuida especificamente do bem estar físico e emocional daquela mãe que está dando à luz? Essa lacuna pode e deve ser preenchida pela doula ou acompanhante do parto.

Continue lendo

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Dicas Bepantol Baby – Verão: dicas para manter saudável a pele do bebê durante a estação mais quente do ano

 Verão baldinho

Bepantol® Baby sugere alguns cuidados para manter os pequenos longe de irritações como assaduras e brotoejas

No verão, a pele do bebê, que já é sensível, necessita de atenção especial devido às altas temperaturas, que favorecem o aparecimento de irritações pelo corpo, como as assaduras e as brotoejas. Pensando na importância de manter o bebê saudável na estação, Bepantol® Baby sugere alguns cuidados essenciais para evitar problemas de pele nos pequenos.

É no verão, por exemplo, que as assaduras tendem a aparecer com mais frequência. Trata-se de uma inflamação cutânea causada principalmente pelo contato da pele com as fezes e a urina. Comum entre bebês e crianças pequenas, deixa vermelha a região afetada, com uma lesão levemente inchada que pode se estender para outras áreas ao redor se não houver o tratamento adequado.

 “A assadura, dependendo do grau, incomoda bastante, podendo causar dor e deixar o bebê inquieto. Por isso, prevenir é fundamental”, ressalta a gerente médica de Consumer Health da Bayer, Juliana Machado.

Outro problema de pele muito comum no verão é a brotoeja. Identificada pelas pequenas bolinhas avermelhadas que aparecem geralmente em locais de dobras da pele, como pescoço, axilas ou na região das fraldas, ela pode causar coceira, leve ardor, além de se tornar porta de entrada para infecções. Essas indesejadas irritações são ocasionadas pelo bloqueio dos poros, por onde a pele elimina o suor, e afetam especialmente os bebês.

Para evitar a transpiração e o calor excessivo, os pais devem optar por vestir as crianças com roupas leves e confortáveis, priorizando os tecidos de algodão, que permitem uma melhor absorção da transpiração em relação aos sintéticos. E nos dias muitos quentes, o recomendado é manter os pequenos em locais frescos e arejados, na sombra e ao ar livre.

“Limpar bem a pele do bebê e aplicar o creme antiassaduras em todas as trocas pode ajudar a evitar a assadura”, reforça a Dra. Juliana.

Sobre Bepantol® Baby

Sempre pensando no bem-estar da mãe, do pai e, claro, dos filhos, a Bayer oferece Bepantol® Baby, a evolução dos antiassaduras. O creme da marca penetra na pele do bebê, deixando-a mais resistente contra as assaduras. O produto possui dupla proteção, pois cria uma barreira transparente e tem pró-vitamina B5, que age aumentando a resistência da pele contra assaduras. Além disso, Bepantol® Baby é de fácil aplicação e remoção. Bepantol® Baby também não contém fragrâncias, corantes e conservantes que podem irritar a pele sensível do bebê.

Preço médio sugerido de Bepantol® Baby: 30 gramas – R$ 16,10 / 60 gramas – R$ 27,30 / 100 gramas – R$ 42,30

Bepantol Baby

Imagens: Google

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Dicas Redoxitos – Carnaval: dicas para as crianças se divertirem com saúde

carnaval

Mais uma vez a Redoxitos esta trazendo dicas legais aqui no MMNED para eu compartilhar com vocês.

Dessa vez vamos falar sobre o carnaval, que já esta ai batendo na porta (se fosse lá em Recife, eu diria que o carnaval já chegou, por que a folia começa assim que acaba o reveillon kkkkkkk), para que os pequenos aproveitem a folia longe de doenças. Para isso Redoxitos® sugere alguns cuidados que os pais devem ter durante o feriado

Crianças também podem aproveitar o Carnaval. No período, há diversos eventos direcionados aos pequenos, como os blocos de rua com marchinhas infantis, matinês em clubes, além de outras atividades temáticas voltadas especialmente para esse público, possibilitando diversão e brincadeiras próprias para a faixa etária. Mas os pais devem ficar atentos para proteger as crianças de doenças. Por isso, Redoxitos®, vitamina C infantil da Bayer, alerta para alguns cuidados necessários nos dias de folia.

O recomendado é que as crianças curtam o Carnaval em ambientes que sejam mais arejados. Locais fechados e com muita gente podem favorecer o aumento de contaminações e o surgimento, por exemplo, de doenças respiratórias.

Além disso, durante a folia, que acontece sempre no verão, as crianças  podem ser  mais acometidas por desidratação e doenças de pele, como brotoeja, micose e impetigo. Por isso, alimente bem os pequenos e ofereça bastante água, antes, durante e depois das festas.

Para os que optarem por levar os filhos para aproveitar a folia a céu aberto, o uso de protetor solar nos pequenos é fundamental, evitando sempre exposição ao sol entre as 10 e 16 horas. Também é recomendável vestir as crianças com roupas confortáveis, de tecidos leves e cores claras. Um chapéu ou boné também ajudam a proteger os pequenos.

É importante que os pais estejam sempre atentos às atividades e aos locais em que os filhos irão curtir o Carnaval, pensando sempre na saúde e no bem-estar dos pequenos.

Essas dicas super valem também para quem vai curtir o carnaval em alguma praia afastada da folia.

Sobre Redoxitos®

Redoxitos®, vitamina C em formato de gominha, possui a quantidade diária adequada do nutriente para crianças a partir de 4 anos. Com formato inovador, o suplemento possui apresentações nos sabores laranja, frutas tropicais, morango e uva, o que facilita a aceitação das crianças. Contém os corantes naturais carmim, nos sabores laranja, morango e uva, e cúrcuma, no sabor frutas tropicais. Disponível nas embalagens de 25 e 100 unidades – esta somente no sabor laranja –, Redoxitos® auxilia os pais na tarefa diária de cuidados com seus filhos: basta uma gominha por dia para complementar as necessidades do nutriente. Cada gominha contém 30 miligramas de vitamina C.

Preço médio sugerido ao consumidor: R$ 13 (25 unidades) e R$ 46 (100 unidades).

Bayer: Se é Bayer, é bom (Science For a Better Life)

A Bayer é uma organização global com competências centrais focadas em Ciências da Vida nas áreas de saúde e agricultura. Os produtos e serviços da empresa são projetados para beneficiar a população e melhorar sua qualidade de vida. Ao mesmo tempo, o Grupo tem como objetivo criar valor através da inovação e do crescimento. A Bayer está comprometida com os princípios do desenvolvimento sustentável e com sua responsabilidade ética e social como uma empresa consciente. Em 2014, o Grupo empregou 119 mil pessoas e teve um faturamento de 42,2 bilhões de euros. As despesas de capital chegaram a 2,5 bilhões de euros, e os investimentos em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) totalizaram 3,6 bilhões de euros. Estes valores incluem dados do negócio de polímeros de alta tecnologia, que foi lançado no mercado de ações como Covestro em outubro de 2015.

 

Para mais informações, acesse:

Instagram @redoxitosbr

Facebook.com/redoxitos

www.redoxitos.com.br

www.bayer.com.br

SAC: 0800 723 1010 | sac@bayer.com

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone

Mudanças no calendário de vacinação

vacinação

As primeiras vacinas de Heitor, ainda no hospital, foram feitas por uma clinica particular e as demais foram em um posto publico (falo sobre essa clinica num post futuro).

Agora nesse inicio de ano foi divulgado pelo Ministério da saúde mudanças no calendário de vacinação nacional, para 2016, que começaram a ser aplicadas desde do dia 04/01 e estão sendo alteradas doses de reforço para vacinas infantis contra meningite e pneumonia, além do esquema vacinal da poliomielite e o número e doses da vacina de HPV.

As mudanças de cada uma delas são:

  • Pneumonia

Para os bebês, a principal diferença no calendário será a redução de uma dose na vacina pneumocócica 10, que protege os pequenos contra a pneumonia. A partir de agora, ela será aplicada em duas doses, aos 2 e 4 meses, seguida de reforço preferencialmente aos 12 meses, mas que poderá ser tomado até os 4 anos. Anteriormente, o esquema contava com três doses, aos 2, 4 e 6 meses mais o reforço. Em nota, o Ministério da Saúde justifica que a recomendação foi tomada com base em estudos que provam que o novo esquema é tão eficiente quanto o anterior.

  • Meningite

A vacina meningocócica C (conjugada), que protege as crianças contra a meningite causada pelo meningococo C também sofreu alterações de calendário. O reforço, que anteriormente era aplicado aos 15 meses, passa a ser aplicado aos 12 meses, preferencialmente, podendo ser feito até os 4 anos. As primeiras doses da meningocócica continuam sendo dadas aos 3 e aos 5 meses.

  • Poliomelite

A terceira dose da vacina contra a poliomelite, que era dada por via oral, passa a ser injetável. Não há mudanças em relação às datas. As três primeiras doses continuam dadas aos 2, 4 e 6 meses de vida e os reforços por via oral aos 15 meses e 4 anos.

  • HPV

A vacina contra o papiloma vírus humano (HPV), que aplicada em três doses passa a ter apenas duas. Meninas de 9 a 13 anos podem ser vacinadas gratuitamente e devem tomar a segunda dose da vacina seis meses depois da primeira. De acordo com o Ministério da Saúde, estudos recentes mostram que o esquema com duas doses apresenta uma resposta de anticorpos em meninas saudáveis de 9 a 14 anos não inferior quando comparada com a resposta imune de mulheres de 15 a 25 anos que receberam três doses.

 

Fontes:

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2016/01/05/ministerio-da-saude-realiza-mudancas-no-calendario-de-vacinacao/

http://revistacrescer.globo.com/Voce-precisa-saber/noticia/2016/01/calendario-de-vacinacao-infantil-sofre-mudancas-em-2016.html

Imagem: Google

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone