Aline Kis – Doula

 IMG_20151206_234820

Lembram que eu falei, alguns post atrás (http://minhamaenaoedaqui.com.br/index.php/2016/03/01/afinal-o-que-e-uma-doula/) o que era doula? Pois bem, escrevi esse post explicativo porque conheci a Aline Kis e passei a admirar muito seu trabalho.

Sua historia começa com um interesse pelo assunto parto, desde sempre, na infância adorava escutar sua mãe contar dos três partos normais dela, e para ela nunca foi um ponto de dúvida, ela queria ter seu filho através de um parto natural. Como nada na vida vem fácil, para Aline engravidar também não foi. Eles passaram por dois anos de tentativa e uma perda dolorosa. Após um tempo veio a Laura. A gravidez foi super curtida e ai Aline fui em busca de uma doula para lhe acompanhar, e de médicos que apoiassem a causa de fato, pois ela não queria se deparar com uma falsa indicação no final da gestação… Ela queria ir tranquila, e na certeza de que se precisasse de uma cesárea, seria uma indicação real.

Ela estudou, leu muito. A Laura nasceu através de um parto natural, no dia 07 de Outubro de 2014. Desse dia em diante ela não consegui mais desligar o botão do assunto: parto. Colegas que se interessavam pelo assunto iam procura-la para falar das suas dúvidas, sua própria família, fora os inúmeros grupos de parto do facebook, e algumas amigas diziam: Aline, você tem jeito pra trabalhar com isso.

Após alguns meses de reconhecimento dela mesma, decidiu então fazer o curso de preparação de doulas, e começou a atuar profissionalmente.

Largou o mundo corporativo, a carreira que muitos julgam promissora – ela era analista contábil de uma empresa de grande porte – e foi atrás de um grande sonho: ajudar mais mulheres a terem seus partos com respeito, amor, acolhimento e segurança, tendo seu direito de escolha respeitado. E não foi uma decisão fácil, rolaram alguns meses de muitas contas, muita conversa com o marido, e planejamento.

“Ainda é cedo, mas hoje posso dizer que foi a melhor decisão. Acompanhar o processo               de empoderamento de uma mulher, de um casal, e ver um bebê vir ao mundo           respeitando seu tempo, não tem preço!

Ser difusora de informação é muito sério. Envolve a decisão do parto dessa mulher.

Poder informar que cordão enrolado no pescoço não mata (e comprovar com evidência científica). Que ela pode usar vários recursos de alívio de dor. Se desejar analgesia, sim, é possível. Que não, parto não é sofrimento. Que a vagina dela não precisa ser mutilada por uma episiotomia, e que voltará ao normal, poxa, muda toda idéia que essa mulher fazia de parto normal. Ver os olhos de uma mulher brilharem quando você diz que sim, ela pode parir, é recompensador e libertador!”

IMG_20160216_132407119 IMG_20160214_020231204

Fotos: Aline Kis

18 ideias sobre “Aline Kis – Doula

  1. Deia Tomaz

    Nao tive coragem de tentar um parto normal/natural. Esperei ate o ultimo momento, mas optei pela cesarea.
    Admiro quem opta e faz um parto natural.
    Tenho uma amiga que optou pelo parto natural com acompanhamento de doula e amou!

    Responder
  2. Juliana Carreras

    Meu sonho de consumo: um parto natural! Até fiz um post com o relato de uma mamãe de 3 menininhas com 2 dos partos domiciliares! Infelizmente não tive a oportunidade! Mas, também fico encantada com o trabalho das doulas! Elas tornam nosso sonho de parto humanizado realidade!
    Bj
    Juliana Carreras
    http://www.mamaerobo.com

    Responder
  3. Mila

    Tenho muita vontade de ter um parto normal. Quem sabe o próximo? ?? Hahahaha
    É um trabalho muito lindo!! Muita admiração!

    Beijos Mila (@mundodamae )

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *